Camisetas com sublimação total

Camisetas com sublimação total, ótima estratégia de marketing.

 

 

Veja uma parte do processo para produção de camisetas com sublimação total, fabricadas na Porto Sete Camisetas.

Saiba o que é sublimação em camisetas, clicando aqui.

As camisetas com sublimação total são ideais para utilização em campanhas de marketing. Com elas é possível  imprimir informações com imagens de qualquer cor, sem que isto afete o valor final do produto.

Promova o seu produto utilizando tanto a frente da camiseta, quanto as costas e as mangas.

Já observou como os times de futebol exploram os espaços das suas camisetas? É exatamente esta possibilidade que você terá ao adquirir camisetas com sublimação total.

As camisetas são produzidas em malha 100% poliéster, também conhecidas no mercado como malha fria. É um tecido sintético que possui como característica a facilidade para lavar e passar e bom caimento. Por ser sintético apresenta maior dificuldade para deixar o “corpo respirar”. Isto pode ser resolvido com a utilização de tecidos especiais, também de poliéster, que recebem tratamento para este fim. São as malhas “Dry Fit”.

Saiba mais sobre malhas para sublimação total em camisetas, clicando aqui.

Óbvio que quando mais características são incorporadas ao produto, maior será seu custo final. E uma das grandes vantagens do poliéster é possibilitar um bom produto com baixo custo. Menores que as malhas de fibras naturais, como o algodão.

Então se decidir utilizar camiseta como estratégia de marketing, análise a opção de camisetas com sublimação total.

Entre em contato com a Porto Sete Camisetas para obter mais informações ou até mesmo um orçamento para orientar seu planejamento.

Tinta sublimática, abordagem de um usuário

Tinta sublimática, abordagem de um usuário

Quando falamos sobre sublimação, não há como negar, o componente mais importante por certo é a tinta sublimática. É claro que o papel, a prensa, a impressora, o tecido, são imprescindíveis, pois sem eles não haveria o processo.

Mas a tinta, sim a tinta, é o que te fará alcançar resultados fantásticos, ou simplesmente transferir uma imagem parecida com o que lhe entregaram para os substrato escolhido.

Primeiramente, vamos analisar ao que se presta e como ocorre a sublimação.

Um pouco de b, a, ba: a tinta é impressa sobre um papel tratado, especifico para sublimação (não vamos aqui entrar na discussão de que dá pra usar papel comum, ok?, vamos pro conceitual) e depois este papel é colocado em contato com o substrato a ser personalizado (uma camiseta, caneca, almofada, prato, boné, etc) em uma prensa térmica que irá aplicar calor e pressão, fazendo com que a tinta (estado sólido) se transforme em vapor (estado gasoso) e seja transferida para o tal substrato (fisicamente isto é a sublimação).

Então, espero que você compreenda isto, temos uma tinta que aquecida com temperatura por volta de 200 graus célsius, é transferida de um papel para um tecido (o substrato).

Se você parar para analisar a questão vai perceber que não é qualquer produto que vai devolver um resultado razoável sendo submetido a esta sequência de transformação física. É preciso ter sido muito bem fabricado, não é mesmo?

Pois bem, ai entra meu propósito neste texto. Para que tudo ocorra de forma satisfatória deverá haver um conjunto de etapas em que os equipamentos e insumos tenham características muito semelhantes, senão iguais, aos mesmos para os quais o produto foi desenvolvido.

O fabricante da nossa tinta deveria informar que o produto vendido foi fabricado e testado com uma impressora “X” e papel “Y”, trabalhando em ambiente com temperatura “t” e umidade “h”, prensa “Z” que utilizou temperatura “T” e pressão “P”, com perfil ICC tal, que segue junto ao produto.

Você já viu alguma especificação de tinta sublimática parecida? Eu não vi, e já usei muitas, nesta estrada sublimática. Se você reclamar de problemas com a tinta, muitos vão dizer que você precisa desenvolver seu próprio perfil ICC, que suas condições de trabalho não são ideais (mesmo que não conheçam onde você trabalhe), ou não vão justificar nada, apenas que vendem esta tinta para todo o Brasil e nunca tiveram reclamação.

Vejamos uma das possibilidades: o consumidor vai desenvolver seu próprio perfil ICC e a fabrica nunca gerou um para garantir que conhece o resultado de seu produto? O cliente será o laboratório?

Precisamos, nós usuários, desenvolver a prática de cobrar que cada fabricante disponibilize um perfil ICC feito em condições padrão (utilizando a tinta que ele vende, com equipamentos e papel de uso comum no mercado), para que o usuário tenha condições de realizar pequenos ajustes que lhe tragam bons resultados, com fidelidade de reprodução de cores, sem ter que realizar adivinhações sobre o que a tinta vai virar após submetida ao calor.

Cobre sempre isto de seu fornecedor, assim poderemos desenvolver melhor este importante mercado da sublimação, fornecendo produtos cada vez melhores, de forma consistente e padronizada.

Se tiver experiências que complementem este texto, não deixe de contribuir para que possamos enriquecer mais ainda o assunto e ajudar na profissionalização de nosso mercado.

A confiança é fundamental, até para a economia do país

A confiança é fundamental, até para a economia do país

Muito interessante o texto de chamada para divulgação do Boletim Macro IBRE da FGV/IBRE, de setembro/2017, demonstrando que a confiança é fundamental, não somente para as conquistas individuais, mas também para o País como um todo. Ela pode acelerar nossa recuperação econômica, assim como afetar muitos outros fatores para os quais precisamos de melhoria.

Veja o texto:

“Uma das coisas que mais dificulta a análise econômica, mas também a torna tão interessante, é que a expectativa dos agentes econômicos tem grande influência sobre o que acontece de fato na economia. Assim, se as pessoas acreditam que as coisas vão dar certo, a chance de sucesso aumenta, e vice versa. Nesse sentido, a onda de otimismo que vai tomando conta do país, a começar pelo mercado financeiro, é uma boa notícia. Por canais variados, ela vai estimular a alta do consumo e, eventualmente, espera-se, do investimento, reduzindo a ociosidade da economia e elevando o emprego, com repercussões positivas sobre as contas públicas e a saúde financeira das empresas e das famílias.”

Que conhecer o relatório? Acesse o link: Boletim Macro IBRE setembro2017

Malha sem bolinhas?

Malha sem bolinhas?

Toda malha com o passar do tempo e o uso começa a sofrer um processo de desgaste que dá origem ao Pilling, que são aquelas “bolinhas” que deixam sua camiseta com aspecto de velha. Veja a foto abaixo:

As malhas de poliéster possuem facilidade para serem lavadas, secam com rapidez e podem facilmente ser passadas, sendo ideais para viagens, porém, como uma de suas características, formam estas bolinhas com o uso. Dependendo da qualidade da malha, este efeito é visto com mais rapidez em alguns produtos e com mais tempo em outros.

As malhas mistas, como o PV (poliéster e viscose) têm melhor resistência a este efeito, gerando produtos com excelente durabilidade.

Para as malhas 100% poliéster a grande solução é a utilização do Anti-pilling, que consiste em um tratamento da malha, melhorando sua resistência ao desgaste e preservando a capacidade de ser estampada por sublimação.

Veja abaixo, duas imagens de fábricas de tecidos que ilustram a diferença:

 

Então agora você já sabe: se precisar de uma camiseta com estampa de sublimação com durabilidade diferenciada, utilize as malhas Anti-Pilling.

Que saber como manter os ratos longe de sua casa

Se você já teve problemas com ratos, ou ainda tem, sabe que é uma situação irritante e perigosa para sua saúde e do seu imóvel. Eles sujam procurando por comida, defecam, urinam, atacam fios, mangueiras… É terrível.

Já usou veneno? Pode ser uma péssima idéia. O bicho morre onde você não encontra e dai são vários dias de mau cheiro. Ainda tem o risco de envenenar um animal de estimação.

Passei por isto, então resolvi seguir uma dica, achada na internet, e os bichos sumiram.

Tenha plantas de hortelã em sua casa ou comércio (meu caso). Os ratos odeiam este cheiro, e dizem que mosquitos, piolhos e pulgas, também.

É muito simples e você ainda pode embelezar seu ambiente com lindos vasos destas plantas.

À noite coloque as plantas nos lugares que os bichos passeiam. É impressionante o resultado e, de quebra, o cheiro, para humanos, é muito bom (minha opinião).

Desafio de matemática 27

Como calcular:

200 saco de areia equivale a 1.600 blocos de pedra, então 1 saco de areia equivale a 8 blocos de pedra.

200 sc : 1600 blocos > 1 sc : 8 blocos

Se colocar 140 sacos resta o espaço de 60 sacos, que equivale a 480 blocos

60 sc : 480 blocos

Resposta: 480 blocos de pedra.

Malhas utilizadas na produção de camisetas

Malhas utilizadas na produção de camisetas

Apresentamos neste texto uma rápida descrição das principais malhas utilizadas na produção de camisetas, sejam elas de fibras naturais ou sintéticas. entenda as diferenças para obter a melhor solução para suas necessidades.

Dentre as malhas possíveis de fabricar camisetas temos dois grandes grupos, que são as malhas de fibras naturais, como o algodão, o linho e a seda, e as de fibras sintéticas como poliéster, elastano e poliamida.

Malhas de algodão

 

Algodão – a fibra natural mais utilizada no mundo

As fibras naturais conferem ao algodão conforto e beleza, porém os fios precisam ser tratados para atingir tais qualidades de forma satisfatória.  E é neste momento, tratamento, que as diferenças entre malhas de um mesmo material podem originar produtos muito diferentes.

Duas malhas se destacam entre os produtos de algodão, que são a malha cardada e a malha penteada.

Na malha cardada as fibras passam por equipamentos chamados cardas, que não retiram as fibras de tamanhos menores, tornando o produto mais “grosseiro” em relação ao penteado que recebe outro tratamento. Estes fios tendem a formar bolinhas (pilling) com mais facilidade e geralmente são constituídos com espessuras maiores (24.1, 26.1 e 28.1) o que também afeta seu acabamento e conforto. Alguns fabricantes utilizam o fio 30.1, mais fino, na malha cardada.

A malha cardada é mais barata, justamente por seu processo produtivo mais simplificado que gera maior aproveitamento da matéria prima, e é ideal para aplicação em produtos promocionais e uniformes.

Na malha penteada as fibras passam pela penteadeira, onde são retiradas a fibras curtas e outras impurezas, gerando desta forma um fio resistente e de beleza muito superior ao cardado. Como consequência do tratamento, somando se o próprio processo industrial mais complexo e perda de material pela retirada das fibras curtas, há um aumento significativo do custo do produto. Além deste fato, como o processo por si só já é mais caro, os fios que são utilizados, normalmente, são os mais finos (30.1), o que também faz com que o preço aumente.

A malha penteada é a preferida para camisetas de grife por resultado estético e conforto, que agregam valor ao produto.

Malha fria

Poliéster, fibra sintética mais utilizada para malhas

A malha fria é um produto obtido de forma sintética podendo ser 100% poliéster, conhecida como malha PP, ou por uma mistura de materiais como o poliéster e a viscose, conhecidos por malha PV. Outros tecidos tem composição 100% poliéster como a Helanca e o Cacharrel.

Diferente do que o nome sugere a malha fria não é fria para locais de clima quente e sim no clima frio, já que não absorve calor ou permite a passagem do ar. Estas características são resolvidas em malhas sintéticas que recebem tratamento especial como as Dry Fit que permitem a troca de calor com o meio ambiente, as anti-pilling que conservam a aparência do tecido por mais tempo sem o surgimento de bolinhas.

A malha fria pode ser utilizada em camisetas promocionais (100% poliéster), uniformes (PV), camisetas esportivas (Dry Fit) ou moda em geral nas suas várias opções de composição.


Malhas mistas

Existem diversas malhas que foram criadas com a mistura de duas ou mais fibras, aliando os pontos positivos para gerar um produto superior.  As malhas mistas podem ser frescas como as naturais e com alta durabilidade como as sintéticas. Possuem bom caimento, maciez e versatilidade. Malhas para diversos segmentos: moda, uniformes profissionais e escolares e camisetas básicas.

Como exemplo, além da PV que já comentamos, temos malha PA, composição de poliéster com algodão (50%/50%), malha Piquet (100% poliéster, 100% algodão, ou poliéster com algodão), malha poliéster com elastano (96%/4%), malha viscose com elastano (96%/4%), algodão com poliéster (88%/12%). Os percentuais são referenciais de algumas marcas, podendo haver diferenças significativas entre fábricas.

Se ainda precisar de mais informações sobre as malhas utilizadas na produção de camisetas, para auxiliar na sua escolha, entre em contato e vamos fazer o possível para atender sua necessidade.

 

Texto sobre sublimação da j-tek3

http://j-teck3.com.br/sublimacao-uma-introducao/

O acesso a informação está cada vez mais fácil, e consumidores de todo o mundo pensam e pesquisam, antes de comprar ou utilizar um produto. Na indústria de estampas não é diferente. Milhões de técnicas são desenvolvidas em vários países diferentes, elas podem ser mais caras ou baratas, com uma qualidade superior ou inferior, sendo ricas ou pobres em detalhes.

É na sublimação digital que encontramos muitos pontos positivos para as exigências das fábricas de estamparia. Ela agiliza processos, torna viável a impressão de pequenas e grandes demandas e por um preço acessível, falando por si só o significado da palavra custo-benefício.

No mundo da química, a sublimação é simplesmente a mudança do estado sólido para gasoso, tudo ocorre por que a pressão de vapor no ponto de fusão é maior que a pressão atmosférica, fazendo com que a substância evapore completamente. Mas por que isso é utilizado para fabricar estampas?

O método faz com que a tinta penetre perfeitamente entre os fios sintéticos do tecido, trazendo a tão esperada fixação sem toque nas peças estampadas. A diferença da sublimação digital para outras técnicas é que você consegue fazer peças exclusivas e únicas com um custo que não causa tanto impacto conforme o volume aumenta. Fora isso a sublimação não exige uma estrutura grande para iniciar o processo. Além do que tem opções de pequenos até grandes formatos para a área de impressão.

Esse recurso é jovem, se formos estimar tem aproximadamente 18 anos, encontrando agora sua maioridade, com esta inovação os únicos materiais necessários para realizar este tipo de procedimento de estamparia são: uma impressora com cabeça de impressão própria para tintas à base de água, prensa térmica apropriada (exige temperatura e pressão), tintas e papel para sublimação digital, e claro, o tecido com pelo menos 50% de fibras sintéticas.  De lá para cá, muita coisa mudou, as impressoras e cabeças de impressão evoluíram com o segmento e as tintas também tiveram que ir se reformulando para que permitisse que nossas opções para que o processo fosse mais otimizado e rápido, conseguindo atender uma demanda maior em menos tempo.

O século XXI trouxe consigo a estamparia digital, uma nova e revolucionária ferramenta de moda, pois além de trazer várias plataformas onde o design pode criar e melhorar as estampas de todas as coleções, trouxe novos métodos de impressão.

sublimação digital

Com o novo século, a evolução ocorreu exponencialmente criando-se novas facilidades e realizando muitos processos se tornarem digitais. Através dessa nova ferramenta de impressão digital, a sublimação digital, permite que imagens de fotografia, paisagem, designs exclusivos, sejam impressos com uma gama muito grande de cores.

A essência da técnica deve utilizar produtos de qualidade para que se alcance cores fortes e vibrantes e também que não haja nenhum entupimento de cabeça de impressão. Com as tecnologias de equipamento o usuário da sublimação digital deve estar sempre atento ao tipo de impressora que está utilizando, tinta de sublimação digital, papel sublimático e software, pois eles unidos formam um time, e garantem o sucesso total da operação.

Com nossas possibilidades de tecnologia de cabeças de impressão para os equipamentos, a definição da imagem também melhorou, a resolução é muito alta, tornando a impressão rica em detalhes, e fazendo com que os pixels sejam praticamente invisíveis a olho nu. Com a evolução das tintas sublimáticas digitais, que são ecologicamente corretas, a base de água, sendo por exemplo a J-TECK isenta de solventes e fenóis e ainda possuindo uma certificação europeia chamada OEKOTEX STANDARD. Isto faz com que além de proteger o meio ambiente as tintas clamem por novas tecnologias para ter estabilidade de cores e prezar pelo aumento da vida útil das peças, neste quesito a J-TECK atende com a tecnologia nano e cluster.

A tecnologia nano permite com que a partícula de tinta seja quebrada em partes microscópicas e impossíveis de ver a olho nú, são tão pequenas que passam tranquilamente pelos nozzles da cabeça de impressão, não ocorrendo o entupimento. A tecnologia cluster é aquela que faz com que todas as partículas de tinta sejam polidas exatamente iguais tendo sempre o mesmo tamanho e a mesma quantidade de tinta, fazendo assim que tenha fidelidade e estabilidade de cor e maior fluidez pois elas conseguem movimentar-se uniformemente.

Por isto é importante para que a sublimação digital ocorra bem que sempre se observe sobre os produtos que são utilizados, pois uma impressora pode ter um determinado tipo de cabeça de impressão que não alcança uma resolução máxima, uma tinta sublimática pode ser fraca em pigmentos, um papel pode absorver muita tinta. Deve-se sempre ver o conjunto completo e orientar-se para ter o melhor custo-benefício, ou seja, o melhor produto com o melhor custo de metro quadrado.

E não para por aí. Com os softwares utilizados para a estamparia é possível programar a impressora para fazer também dados variáveis e muito mais. Existem softwares/rips para impressão que permitem fazer o cálculo do custo do metro quadrado, facilitando assim a verificação do custo da peça, realiza o posicionamento das imagens para melhor corte ou melhor aproveitamento do papel, permite a criação de tipos de perfil de cor como rascunho, qualidade e muito mais.

O ramo de uniformes esportivos normalmente trabalha com sublimação digital pelas facilidades que oferece, pois pode-se ter uma peça exclusiva, com cores fortes e faz a modelagem que se quer. A qualidade do material entregue e a facilidade nas ferramentas como trocar os dados (utilizando um software com este dispositivo) faz com que o ramo esportivo seja um dos que mais procuram a sublimação digital.

Todas essas características fazem da sublimação digital um ótimo investimento. São inúmeras as opções de trabalhos que podem ser feitos com ela, a vestimenta completa pode conter a sublimação digital e por isto vai desde a própria camiseta, a tênis ou caneca e muito mais. Onde você pode encontrar um negócio rentável e recompensador.

Se você gostou dessas informações não deixe de acompanhar as próximas! Toda semana teremos uma novidade aqui no blog. Fiquem ligados

COPYRIGHT 2016 TUDOSITES. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

× Atendimento Online

Nossos atendentes estão offline, nos envie um email e breve retornaremos


Watch Dragon ball super

0

Your Cart